Dicas de como fazer um mangá


 Como fazer um manga.  

PARTE 1

Para um bom mangá ser escrito ele precisa de uma boa história, um ambiente e uma época onde a história acontece e personagens que fazem parte desta história. 
    Vamos por partes.

A HISTÓRIA


Como em qualquer filme, uma história deve ter começo, meio e fim.
   
O começo da história se baseia na introdução dos personagens e de suas personalidades. Um problema irá aparecer na história e os personagens principais deverão resolvê-lo.
   
A parte do meio da história é "como" os personagens resolverão o problema. Nesta etapa, os personagens deverão enfrentar desafios e se tornarem mais fortes.
   
A parte final é quando o problema será ou não resolvido e quando os segredos da história serão revelados. 
  
Evite criar uma história muito complicada, prefira uma história simples para que o leitor não se canse na hora de ler. 
A história deve chamar a atenção de quem lê, por isso coloque nela enigmas, segredos e mistérios, que fará o leitor querer saber o que vai acontecer no final.
Cuidado para não se perder , se um fato importante aconteceu no começo da história, lembre-se de fazer este fato reaparecer mais tarde por meio de um "flashback".

  PERSONAGENS

Os personagens são muito importantes porque podem salvar um mangá que não tenha uma boa história. Eles devem, assim como a história, chamar a atenção do público, por meio de seu visual ou por meio de suas ações. Preste muita atenção na hora de criar um personagem, pois o ambiente em que ele está pode influenciá-lo. Por exemplo, se é um ambiente de guerra, o personagem pode se tornar agressivo.

   O PERSONAGEM PRINCIPAL

Ele é o centro de tudo. É importante que ele tenha um objetivo a cumprir ou um sonho a realizar. Ele não precisa ser muito poderoso, ou tudo perde a graça. O importante para o personagem principal é que ele se desenvolva durante a história, que se torne mais forte aprendendo técnicas novas vencendo desafios e que no fim consiga realizar o seu sonho ou objetivo. Ele deve ficar mais forte não apenas fisicamente, mas também mentalmente.
Faça o possível para combinar o personagem principal com a história. Se o personagem é sério e triste, ele não combinará com uma história de comédia.  Uma história de ação requer força física enquanto uma de raciocínio requer inteligência.
Lembre de concordar os atos do personagem com a sua personalidade. Uma pessoa muito séria não sairia por aí contando piadas...  

Heero Yuy, de Gundam Wing
Yami Yugi, de Yugioh
Exemplos de personagens principais já existentes acima.

  O VILÃO 
Ulquiorra (de Bleach)
Antes de tudo, um vilão precisa ter muitas vantagens contra o personagem principal, como por exemplo: grandes poderes, segredos, súditos que dariam problemas aos outros personagens, uma fortaleza impenetrável...
Se o vilão for vencido de um modo rápido e fácil demais, a história perde a graça.
Não se deve colocar apenas um vilão na história, mas outros antagonistas também devem fazer parte da trama, ou a história ficará muito concentrada em um ponto só.
Existem vários tipos de vilões:

* Aquele que é mau porque algo ruim aconteceu com ele ou com alguém que ele gosta no passado e ele quer vingança.

*Aquele que não sabe se está fazendo a coisa certa e pode passar para o lado do mocinho a qualquer momento.

*Aquele que na verdade é uma pessoa boa, mas está sendo manipulado a fazer o mal por algo ou alguém.

*Aquele que é malvado mesmo e fará de tudo para conseguir aquilo que ele quer.

É interessante quando o vilão possui uma grande rivalidade com o personagem principal e que no combate final ambos revelem os seus segredos.


Exemplo:
Itachi (de Naruto)

Personagens "ajudantes"
O personagem principal e o vilão não podem lutar um contra o outro sozinhos o tempo todo, ou a história fica chata e monótona.
Devem existir outros personagens, tanto no lado do mal quanto no lado do bem.
Muito cuidado na hora de criar os personagens ajudantes, eles podem ser fortes e legais, mas também podem acabar roubando a cena e se tornando mais populares do que o próprio personagem principal. Se isso acontecer, você terá que dar mais espaço para este personagem e isso poderá sair do tema da história principal. Os personagens ajudantes não servem apenas para apoiar os protagonistas nos momentos mais difíceis, eles possuem os seus sonhos e objetivos e também devem se tornar  mais poderosos durante a história.

 Exemplo:

Joey (de Yugioh)

  Ambiente e  época

Existem muitos ambientes e épocas em que a sua história pode se passar: Medieval, velho oeste, cidade futurista, Japão feudal...com florestas, montanhas, um deserto cercado de prédios, castelos antigos...
Na hora de determinar a época e o ambiente preste muita atenção. Se um personagem samurai participar de um cenário futurista, a história perde sentido e você terá que explicar o fato confuso e isso pode tornar uma história complicada e desagradável ao leitor. Também seria estranho do meio de prédios surgir uma floresta maravilhosa, a menos que você mais uma vez explique o motivo. Fazer uma história acontecer no mundo real de hoje é mais complicado, por exemplo: um policial não acharia normal ver um dragão no meio da rua...seria mais fácil usar um cenário fictício  aonde dragões são comuns e não causariam um impacto muito grande na lógica da história. 
Dégel de Saint Seiya
  Lembre-se de dar poderes e ataques bem legais para os personagens!
Quanto mais ataques diferentes e golpes inéditos melhor!
PARTE 2

ESTILO E TEMA GERAL
Assim como existem historias de animes e mangàs de temas muito diferentes existe uma vasta variedade de publico também.
Os temas podem ser muitos e muitos. O mangà e anime chamado "Get Backers" por exemplo, teve um tema baseado no dia a dia. Algo simples e fácil de usar. Claro que a historia não ficou resumida apenas a isso e muitas coisas misteriosas e fora do comum aconteceram na trama.
Resumindo, um tema tem que ser escolhido e você não pode fugir dele durante a historia, mas também não pode ficar apenas preso nele. Coisas novas tem que acontecer para dar emoção na historia, coisas que não são normais, como poderes especiais, inimigos que podem causar medo nas pessoas e finalmente o herói ou heróis que arriscarão tudo para derrotá-los.
Falando desta forma tudo parece difícil, mas na ora de bolar as coisas um fato busca o outro e quando você percebe, já tem vários fatores para uma historia legal.
O difícil è encaixa-los para que a historia fique com sentido. Quem assiste ou lê uma historia gosta de nexo. Uma coisa tem que desencadear a outra, assim como em um jogo de dominó.
Vamos dar um exemplo:
"Um garoto vive em uma cidade grande e descobre que existem mistérios no seu bairro. Ele entra em um beco escuro para ver o que está acontecendo e descobre um artefato mistico que dá poderes a ele. Então, ele ouve alguém pedindo ajuda e usa os seus novos poderes para ir ao resgate..."
Pronto, com apenas três linhas já seria possível encaixar muitas coisas na pequena historinha.
No caso, o artefato e os poderes que o garoto achou já chamariam a atenção do publico.
Já teríamos os vilões da historia, que seriam pessoas misteriosas que estão atraz do artefato que o garoto pegou. As pessoas que o garoto ajudou com seus poderes poderiam se tornar sue novos amigos e ganhar poderes como ele mais tarde.....
E assim vai. Um fato leva ao outro. Esta simples historinha poderia se aplicar a qualquer outro tema :
Ao invèz de acontecer em uma cidade grande, poderia acontecer em uma cidade futurística como em Yugioh 5ds, ou em uma colonia espacial como em Gundam ou em qualquer cenário que você quiser.
A única coisa que você não pode fazer neste caso è de repente passar de uma  cidade futurística ao Velho Oeste, a menos que você tenha uma boa explicação para isso.
PODERES E HABILIDADES

 Assim como os temas podem ser muitos, os poderes e habilidades variam também. Como vemos na imagem acima, dois robôs gigantes estão lutando em uma cidade grande. No caso de Gundam, teriam dois pilotos comandando as maquinas acima, então o "poder" e "habilidade" deles seria a capacidade de pilotar os Gundans, a inteligencia para fazer os movimentos certos para antecipar o oponente, a força de vontade para não desistir do combate. 
Resumindo, os poderes do seu personagen estarão muito relacionados com o tema que você escolheu. Não teria muita logica em Gundam um personagem possuir um poder especial de lançar fogo com as mãos por exemplo. Seria totalmente inútil contra um robô gigante! Seria melhor um piloto poder comandar um Gundam que possua poderes de fogo.
Esse è o tipo de logica essencial que precisa existir na historia.
DIFERENTES PODERES
Dentro da historia porem, você não pode simplismente dar um poder para um personagem e basta. Tem que ter uma logica, uma explicaçao do por que aquela pessoa possui aquela força particular.
Em Yugioh por exemplo, Yugi possui um "alter ego" com poderes das trevas capazes de punir os malvados. Isso è claramente explicado pelo fato de Yugi possuir o Enigma do Milênio, um artefato antigo cheio de mistérios. Se o personagem tivesse esses poderes sem possuir o artefato antigo, tudo ficaria sem nexo e não se saberia a origem desta força oculta.
A maioria dos poderes são baseados em elementos, como agua, fogo, luz, trevas...
Sempre è bem claro de que tipo de habilidade se trata. Yugi por exemplo, fica bem na cara que seus poderes são das trevas.
Se observarmos bem, poderes como "inteligencia superior" ou "força física excepcional" apenas fizeram sussesso quando em perfeita sincronia com o tema da historia." Temos como exemplo Yugioh, onde o raciocínio para derrubar o oponente è ideal e temos Dragon Ball, onde a força física è o principal para detonar os adversários.
Finalizando, a sincronia è o mais importante. Tudo tem que ter um pouco de logica e ao mesmo tempo fugir da nossa realidade para dar emoção na trama.
Espero que tenham gostado!

31 comentários:

  1. bom obrigado por ajuda eu estou produzindo um fas tempo mas nao sabia como faser os personagens ajudanes... vc me ajudo muito. domo arigato gozai massu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz te tenha te ajudado.
      Espero que tudo de certo para voce e a sua historia.

      Excluir
  2. estou pensando em uma de samurai (Ao chegar na aldeia do dragão do fogo Jack e Nitsu se deparam com um rapaz que havia sobrevivido ele conta que Samurais haviam destruido a aldeia e matado os habitantes e que eles possuiam o simbolo da montanha(Longshan).
    Jack então enfurecido parti junto com nitsu até a montanha e muitas coisas o aguardam...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dica: n conte sua historia assim publicamente, qualquer um pode roubar sua historia e usar como dela e vc n poderá fazer nada, entao tome mais cuidado p n sair prejudicado ^-^

      Excluir
    2. È um otimo inicio de historia. Faça o seu melhor! :)

      Excluir
  3. Eu não entendi muito bem na parte do ambiente e a época.Estou querendo escrever uma historia sobrenatural com anjos demonios exorcistas etc... alguem poderia me dar uma ideia de cenario???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tipo, faz emum ambiente antigo, como o Japão feudal de inuyasha.. Axo q ficaria legal fera.... Uu

      Excluir
    2. sim mas acho que para um cenario com anjos e demonios seria nessesario um pouco do conteporaneo como ao no exorcist porem a originalidade conta . eu to fazendo uma historia de um apocalypse zombie no velho oeste bem diferente !!!

      Excluir
    3. Espero que suas ideias fiquem bem legais. Afinal, todo mundo sempre espera algo novo.

      Excluir
    4. Caro Kaio Maciel.
      Os cenarios podem ser varios. Pode ocorrer na Terra contemporanea, num outro mundo ou dimensao, no inferno ou no paraiso ou em um mundo ficticio de sua escolha.

      Excluir
  4. Vlw mesmo estou fazendo um mangá e isso mi inspirou muito.

    ResponderExcluir
  5. obrigado,me ajudou muito a aprimorar o vilão da minha historia.

    ResponderExcluir
  6. Nao se preocupe, anonimo, ta de boa.
    :)

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Quero escrever algo do tipo dragonball.já comecei a criar os personagens

    ResponderExcluir
  9. obrigado, estou riando um mangá me ajudou bastante... principalmente a historia e personagens

    ResponderExcluir
  10. Cara vlw mesmo suas dicas ajudaram meu mangá avançar bastante arigato!!!

    ResponderExcluir
  11. muito bom cara me ajudou muito quero criar muitos animes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal!
      È isso! Manda a ver!
      Treine muito, inspire-se e crie a sua historia!
      Detone! Tenho certeza que vai ficar bom!

      Excluir
  12. Nossa excelente ajuda mano, sério msm vlw ^^

    ResponderExcluir
  13. Nossa excelente ajuda fera, sério msm vlw ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostaram!
      Fiz meu melhor para ajudar, pessoa! :D

      Excluir
  14. Não achei de tanta ajuda. E discordo de certas coisas. Para pessoas mais iniciantes, e que tenham como objetivo fazer algo mais como um Shounen estilo Naruto, Bleach ou One Piece, até pode ter ajudado. Mas no meu caso, de uma historia com trama mais complexa e com um certo trabalho psicológico, aqui não me ajudou.

    Uma das coisas que quando eu li eu discordei muito, foi para não fazer historia "complicada" e sim uma mais simples. Se o cara quer fazer um Bleach, legal, mas uma historia mais Seinen ou simplesmente mais complexa, isso é completamente ERRADO. Fullmetal Alchemist, o mangá, é um Shounen. Cara, ele é cheio de simbolismo, historia complexa, personagens extremamente bem construídos e desenvolvidos, linha de tempo com fatos históricos incluidos ao mundo do mangá, geografia e conflitos bem colocados, alusão ao mundo real, como a grande inclusão de uma Europa na área de Amestriz, fazendo referência mais especificadamente a Alemanha Nazista, e uma representação da diferença entre o Ocidente e Oriente em questão cultural e social, cenas mais sérias e dramáticas. Isso é uma historia e cenário complexo cara, e por isso FMA fica pior? Não! Ele se torna ainda mais interessante!

    Fora que a esmagadora maioria dos Seinens normalmente tem historia mais séria e complicada com grande trabalho psicológico, um ótimo exemplo é Berserk. Com uma historia medieval coerente, interessante, bem entrelaçada e em certas partes filosófica, Berserk tem uma trama grandiosa e extremamente bem feita, com um contraste entre a carnificina e tudo que há de mal do mundo, indo até pedofilia e cenas horrendas, e uma historia linda de muita reviravolta, revoltas, beleza, trabalho psicológico e filosófico. Um cenário extremamente bem construído e por aí vai.

    Fora que achei superficial a forma que tratou os personagens. Como vilão, você ilustrou e apresentou exemplos e personagens como Ulquiorra e Itachi, traga uma boa explicação para não citar Griffith, Johan Liebert, Dio Brando e Pai (FMA). Todos eles são ou totalmente maus, ou possuem uma justificativa para o que fazem. Pai quer se tornar perfeito e ter compreensão sobre os humanos, além de suas contradições, é apenas um coitado, mas que com inteligência, pode se aproximar de Deus. Griffith tem um sonho, ele é um personagem complexo, só lendo pra compreendê-lo, mas mesmo entendendo o seu lado, não há como não odiar e sentir vontade de surrar Griffith.

    Você não sequer citou Arco de Personagem, Conflito Interno, Trabalho Psicológico e como tornar seu personagem fora de clichês e mais humano.

    Bom, para finalizar, parabenizo você por tentar ajudar. Isso sempre é bom, positivo e até admirável, porém, busque sempre ter mais conhecimento e melhorar isso. Não se sinta mal com minhas críticas. Mas sim, busque melhorar. Até mais kra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando mencionei sobre simplicidade, quiz dizer que a historia nao deveria ser dificil de entender, nao que a trama nao poderia ser complexa...mas tudo bem. Vou tentar me esclarecer mais.
      Depois, sobre topicos como conflito interno, eles requerem posts inteiros para si. Colocar tudo aqui num post so ia ficar complicado...e longo...
      Mas serao sim abordados no futuro.
      Obrigado pelas dicas e criticas!
      Vamos buscar melhorar mais!

      Excluir